Beatles – Os Backstreet Boys dos anos 60

Posted on 2 de janeiro de 2010

27


Beatles, um dos maiores produtos da mídia mundial, foi o precursor do que daria futuramente início ao mercado das boy bands (Backstreet Boys, N Sync, Five, Westlife, New Kids On The Block, etc.). A banda de Liverpool foi formada por uma grande produtora que tanto montou a banda como em sua direção artística tratou de trabalhar na imagem dos integrantes. John Lennon em seu natural não era um homem que vivia a usar terno, posar de bom garoto e com franjas mas no momento que Beatles foi lançado ele entrou no jogo e o mesmo é praxe nas boy bands. Assim como a entrada de Ringo foi “sugerida” pelo produtor as boy bands também são montadas em audições como um Idols.

Beatles, como uma boy band dos anos 60, cantava sobre amor e relacionamentos, foram uniformizados em roupa e cabelo e suas imagens foram muito bem aproveitadas pela mídia assim como acontece com as boy bands. Da mesma forma que pessoas vão ao show do Backstreet Boys mais para vê-los do que para ouvi-los, nos shows dos Beatles acontecia o mesmo. A performance dos Beatles no palco, balançando a franjinha, em uníssono é a dança que os garotos de Liverpool tinham. Não bastava cantar eles dançavam tocando o que é uma característica das boys bands que tanto cantam como dançam. A exploração da dança também foi aproveitada pela mídia. O título dado pela mídia à banda foi de “os garotos de Liverpool” e “fab Four” (os quatro fantásticos)” o que demonstra expressamente a condição de marketing aproveitada por toda uma mídia na questão de se tratar de uma banda de homens jovens. Uns foram “os garotos de Liverpool” outros foram os “Backstreet Boys”.

Gene Simmons, tocador de baixo e integrante formador do grupo de pop/rock Kiss, disse que resolveu que iria seguir a carreira de músico porque queria ter para si o frenesi que viu que Beatles tinha. Toda esta euforia criada pelos que iam assistir ao espetáculo mais para ver os integrantes do que para aproveitar o som é uma característica das boy bands. Beatles é considerado o grupo musical mais bem sucedido da história e Backstreet Boys o grupo vocal de maior sucesso musical no mundo. Ambos conseguiram este sucesso por se tratarem de bandas extremamente comerciais e excelentemente produzidas por quem soube trabalhar o marketing do que é chamado de “boy band”: a imagem, performance e as canções que falam de amor.

As músicas de ambos acabam tendo o mesmo enfoque: as canções românticas e a dança. Enquanto os Beatles mexiam o esqueleto com Twist And Shout, os Backstreet Boys faziam o povo dançar com Everybody. Em All You Need Is Love os Beatles tentam cativar pela necessidade do Amor e em All I Have To Give os Backstreet Boys fazem o mesmo dizendo que o que tem a oferecer é o Amor. As semelhanças nas músicas são intermináveis. Canções que o tempo todo trazem “love”, “love”, “love” e mais “love” sendo cantadas por homens jovens, produzidos em roupa e corte de cabelo, que dançam, gesticulam, tem sincronia, confinguram uma verdadeira boy band. Os Backstreet Boys são considerados a maior boy band da história entretanto tal título deve ser repensado na medida que os Beatles venderam muito mais que eles.

 

Contato:

 

Para ver outras publicações relacionadas ao tema consulte o etiquetado logo abaixo.

Marcado:
Posted in: Rudy Rafael