Pessoas desafinadas não evoluem espiritualmente

 

“Evolução espiritual” é algo que todo mundo quer. Muitos não se sabem o que é, não sabem para que serve, mas querem. Não há problema em querer evoluir em consciência, porém, para isso, algumas coisas precisam ser feitas e estas coisas não são adaptáveis. A verdade não é adaptável. Uma maçã é uma maçã, quer alguém queira que seja uma abóbora, um liquificador ou um esquilo. Será sempre uma maçã e assim é com a verdade. Ninguém a muda, é o que é. Quer se aceite ou não. O politicamente correto vem desgraçando toda a sociedade. As pessoas deixaram de buscar as coisas como são, como realmente funcionam, para adaptar para aquilo que elas querem, do modo que elas querem; o que é uma conduta inútil, pois todo mundo fala em “evoluir”, em “mudar”, mas não quer mudar, quer que a mudança que ela busca venha conforme ela quer e se ela cria a mudança que quer, não muda, pois não houve transcedência.

Por isto, com todo esta esquisitice do politicamente correto rolando solto no globo, a tendência é que as coisas cada vez piorem mais, pois a verdade que se busca é a verdade “relativa”, como se fosse possível haver “verdade relativa”. Verdade é verdade, se é verdade não é relativa e se é relativa não é verdade. A verdade é o que é.  Se existe um forte populismo em um dos pontos da espiritualidade é na questão de mantras. Não existe nada pior do que aceitar a preguiça e limitação das pessoas. Se uma pessoa quer que você realmente evolua, ela não vai dizer para você fazer o que quiser, do jeito que quiser, ela vai te mostrar como você deve fazer, do contrário ela não está verdadeiramente se importando com você. Na evolução espiritual não existe “fazer de qualquer jeito”.  Você faz como deve fazer ou não faz. É o “não tem tu, vai tu mesmo”.“Se não consegue entoar no tom, vai assim mesmo, vê o que dá aí”, “se não quer entoar, mentalize o som”. Se quer evoluir, vai ter que fazer as coisas como são e ponto.

O ser humano, utilizando do corpo físico como veículo de manifestação da consciência possui um corpo astral (“corpo psíquico”, “alma”, dependendo da nomenclatura), onde o corpo físico é apenas a contraparte material deste corpo. Assim como nós temos sentidos físicos (visão, olfato, tato, paladar e audição) que recebem as informações, passam ao cérebro e este interpreta em sensações (imagens, sons, gostos), o corpo astral também possui seus sentidos, os chamados “chakras”. Os chakras são canais de energia do corpo astral. Existem vários chakras, mas são em número de 7 os principais. Assim como o corpo físico precisa de cuidados e exercícios, para funcionar, o corpo astral também precisa. Órgãos são músculos, se você não os utiliza, atrofiam. Por isso que pessoas que acordam de estado de coma precisam fazer fisioterapia, para acomodar novamente os músculos que se atrofiaram pelo desuso a nova realidade. No corpo astral é a mesma coisa. Se você trabalha com os chakras, você desenvolve dons espirituais (intuição, telepatia, clarividência, clariaudiência, sensitividade, mediunidade, etc.), se não trabalha os chakras estagnam como um órgão físico que não é mais utilizado e assim ocorre o inverso da evolução. Se os exercícios fazem despertar os centros psíquicos (chakras), não fazer os exercícios estagna os chakras, e assim, o que temos por “involução” (“estagnação”).

Para despertar os centros psíquicos, um dos sistemas é através da ativação dos chakras, utilizando-se de mantras. “Um dos” porque existem outras coisas, como o equilíbrio dos elementos no corpo e etc. Os mantras são sons vocálicos que quando entoados acessam padrões de vibração cósmica de energias que fazem ativar os chakras. Literalmente, é como se você tivesse olhos mas nunca os tivesse aberto para enxergar. Os mantras ativam estes centros psíquicos e os fazem funcionar. O livre-arbítrio está até em seu corpo. Se você não mover a perna, ela não se moverá sozinha, assim é com os centros psíquicos, ficam estagnados se você não os ativar. Como nosso corpo é uma máquina cujo combustível é a alimentação e respiração, e que se você não se alimentar a máquina não funciona, o corpo psíquico, se não for despertado, também não funciona; por isso há tantas pessoas cuja intuição é menor que a de uma pedra, não conseguem sentir nada. Estes 7 chakras principais tem associação com os 7 espíritos de Deus, as 7 cores do arco-íris, as 7 notas musicais, os 7 planetas da astrologia e toda a simbologia do número 7. Para ativar os chakras é preciso um processo de meditação, que tem começo, meio e fim e que durante utiliza-se a entoação de mantras.

Os mantras representam sons cósmicos. Tudo é vibração. A Luz que gerou calor e criou vida manifesta-se no som. No universo, a translação dos planetas têm sons. Quando você ouve um mantra saiba que este som é a dança cósmica que os planetas fazem em seus movimentos de translação. Se você se projetar conscientemente ao universo, conseguirá ouvir.  Para você acessar esta energia, você deve vibrar como ela, no mesmo tom. É como um coral. Em um coral há diversos tipos de vozes (soprano, contralto, baixo e tenor). Existem as vozes mais agudas, as mais graves e as médias, entretanto, todos cantam no tom. Para cantar em um coral e se beneficiar da alegria que ali emana você não precisa ter a voz igual a de ninguém, mas você precisa cantar no tom. Se você não cantar no tom, você não se associa com o grupo. Com os mantras é a mesma coisa. Ou você entoa no tom e acessa a vibração da energia relacionada, ou você entoa da forma que quiser, mas não vibra na freqüência desta energia e assim não se beneficia do que esta energia proporciona.

Ocorre que muitas pessoas, com certeza com certa boa vontade até, instruem os outros a entoar os mantras como quiser, no tom que quiser. Isso é válido na medida que desperta o início do interesse e da prática para a pessoa, no verdadeiro: “é melhor entoar fora de tom do que não entoar”.Talvez, até esperando que no futuro a pessoa possa começar a entoar corretamente. Porém, por mais que haja boa vontade, não quer dizer que funciona. Se quer se beneficiar de uma energia cósmica maior você deve vibrar com esta energia. Outro ponto é a questão da mentalização dos mantras. Para quem está começando as práticas não adianta apenas mentalizar o mantra, é necessário que vocalize. Há ocasiões em que você, já tendo alcançado um certo nível de evolução nas práticas basta pensar em começar a entoar o mantra e você já recebe os benefícios da entoação do mantra. Existe um mantra específico para o despertar em astral. No começo, você precisa entoar o mantra completo, depois, com o tempo, menos vogais são necessárias, até chegar ao ponto de apenas pensar em entoar o mantra e você já sair em astral, sem ter pronunciado uma letra sequer. Naturalmente que isto ocorre para quem já tem certa experiência na prática.

Para quem está iniciando seus estudos neste campo do despertar do corpo astral (corpo psíquico), importa duas coisas principais: entoar o mantra no tom correto e vocalizar (não apenas mentalizar). A mentalização é importante, mas a vocalização é mais ainda. A vocalização representa a manifestação da vontade no plano concreto. Quando as coisas deixam o mundo das idéias e se manifestam no plano físico, através do som. Expressar em palavras é criar, falar é criar. Você precisa entoar o mantra para que ele começe a criar em todo o seu corpo a manifestação da vibração desta energia. Se você está começando com o trabalho no corpo astral precisa disso e no futuro talvez não precise mais e apenas com vontade já manifeste os benefícios do mantra sem ter que entoá-los. Existem outras coisas importantes referentes aos mantras, como as cores respectivas na visualização, a respiração, o iniciar e fechar meditação, mas a questão agora é a importância de vocalizar o mantra (não apenas mentalizar) e no tom certo, por isto, deixo os mantras e os respectivos tons musicais, logo abaixo.

Se você não entoar o mantra no tom, não adiantará nada, é perda de tempo e se você está começando com o trabalho, não adianta mentalizar, tem que soltar a voz mesmo. Uma dica para quem não consegue entoar o mantra no tom: você pode pegar um teclado musical e gravar as 7 notas (C, D, E, F, G, A e B) em arquivos de áudio, uma por uma. Segure cada tecla por uns 20 segundos (tempo médio da entoação de cada mantra), depois grave em um cd. Quando você for praticar, execute o cd. Assim você terá o tom que deve alcançar em cada mantra e será mais fácil pra você guiar a sua voz, pois você terá um norte. Você dá o play na faixa que gravou o tom por 20 segundos, e entoa o mantra respectivo. Fica mais fácil. O bom é gravar em sons mais duradouros, como flauta e strings, que mantém mais o tom. A gravação não precisa ser algo profissional, pode ser amadora mesmo, com um celular simples. O que importa é você ter o tom para a entoação.

Importa ressaltar também que os mantras devem ser entoados com o mesmo tempo em cada letra. Se o mantra é “AUM”, não se entoa “Auuuuuuuuuuuuuuuuuuuuuum”, mas  “AAAAAAAUUUUUUUMMMMMMM”. Todas as letras com o mesmo tempo. Você deve cantar pra fora, não pra dentro. No mínimo 7 vezes seguida cada um, do 1º (básico) ao 7.º (coronário).
Quem desejar a evolução espiritual deve saber entoar os mantras nos respectivos tons, sob risco de estagnar seu corpo psíquico. Se não conseguir entoar no tom não conseguirá acessar energias cósmicas maiores e despertar seus centros psíquicos. Se isso é bonito ou feio, não sei, o que importa é saber como as coisas funcionam e aceitar que somos imperfeitos justamente por não conhecermos Deus e não o conhecemos porque queremos criá-lo conforme nossas próprias limitações. Na medida que você afasta o politicamente correto da sua vida e busca a verdade como ela é, e a aceita, sem querer modificá-la para a sua limitação, as portas dos céus vão se abrindo pra você. Quer entoar mantra fora de tom? Entoe, mas não espere nada com isso. É perda de tempo.

Os 7 chakras principais e seus mantras e respectivos tons :

1 – Básico = LAM – A
2 – Sacro =VAM – G
3 – Solar = RAM – F
4 – Cardíaco = YAM – E
5 – Laríngeo =HAM – B
6 – Frontal = OM – D
7 – Coronário = AUM – C

 

16 comentários sobre “Pessoas desafinadas não evoluem espiritualmente

  1. Lualfa disse:

    Rudy!Você me surprendendo a cada dia…rs….eu acabo de ver neste texto uma bela aula de musicoterapia!!! Você certamente tem alma de Bioterapeuta, pois está demonstrando que conhece as energias sutis de nossos corpos humanos. E pouquíssimas pessoas estão preparadas ou conseguem alcançar esse nível de percepção metafísica. Eu lido com essas energias a tempos e mesmo que eu não pratique as técnicas meditativas e terapêuticas da ‘cura prânica”,, só pelo fato de eu estar receptiva, entender, absorver e entrar em contato com essas energias (vibrações), já me sinto beneficiada por elas..Rudy, a luz solar é nossa fonte da BIO(vida), é o alimento do corpo e da alma. A verdade é que somente alguns lhe dão a real importância e significado. Estou muito feliz em saber que você é mais um “alquimista” que está na direção da possível “iluminação”…AUUUUUUMMMMMMMMM….que nossos corpos estejam abertos para receber essa luz….de amor cósmico…

    PAZ…AMOR…LUZ….

    NAMASTÊ

    BEIJOS…LU.

    Curtir

  2. William disse:

    Conheci algumas pessoas extremamente evoluídas, com capacidades inatas de sentir Deus e as pessoas, com corações extremamentos evoluídos, almas vividas e de enorme compaixão, que mesmo não estando em ordens ou outros clubinhos por aí, nem tendo lido coletênas de autores ocultistas e complexos assuntos “indispensáveis”, possuem espíritos muito próximos do contato com o Todo.
    Ah, e outra coisa que notei nessas pessoas que estou falando, é que elas não cantavam muito bem :D

    Curtir

  3. maria das graças barbosa de morais disse:

    Nesse conhecimento e habilidade não vou comentar, pois comentários que me antecederam me dou por satifeita!
    Sou desafinada, só consigo cantar João Gilberto, e olhe lá!
    Entretanto, o Criador me disponibilizou outros dons, que posso servir e me sinto grata por tudo!
    Não nego que gostaria muito de ser afinada!, mas o que seria do universo se todos os pássaros fossem uirapuruis? Para meditatar!!!!
    grata, paz e luz!

    Curtir

  4. Felipe disse:

    Aum e Om são a mesma coisa… Na verdade o OM é uma simplificação do som Aum, que tem toda a representatividade do universo em si…

    Seus ideais são bons, sua narrativa é agradável, porém, falta um pouco mais de empenho na análise dos temas amigo… Com todo o respeito!

    Curtir

  5. Plaiter disse:

    Pessoal, acabei de ler o artigo e acho que não foi o intuito do Rudy a imposição de uma verdade absoluta. E sim, desafino pode atrapalhar na entoação dos mantras. Isto é devido a relação deles com os chakras. Independentemente da frequencia utilizada, o desafino é um erro de no qual alguem que devia estar entoando em Dó – por exemplo – alterna o tom para Ré ou Mi, e estes também não são entoados em sua tonalidade original, ou seja, a desafinação além de se desagradável, não segue um padrão de frequencia algum. Acho que e foi isso que ele quis dizer. Agora, o título concordo que foi dramático demais, até porque entoar mantras não é a única maneira de se evoluir espiritualmente.

    Curtir

  6. marines disse:

    a minha opinião hoje é esta,como nós estamos num processo evolutivo ,a opiniaõ pode ser vista de outros ângulos.e é mutável…..não discordo do escrevente,há muita verdade no seu parecer,mais eu penso de uma forma um pouco diferente pois difere do grau evolutivo q estou..cada caso é um caso….
    não exite crescimento sem um trabalho….e o trabalho é individual…
    se fizermos adequadamente os exercícios mantricos haverá um resultado,.
    só que de que nos vale ser mitômanos????haveremos de ser eternos aprendizes,e cada dia o seu dia sem atropelos,pois será o mesmo q colocarmos uma fruta para amadurecer na estufa,e outra na árvore,qual será a mais apetitosa?
    não deixemos nossos experimentos com mantrans eles nos abrem os sentidos q temos mas devido a inconsciÊncia estão atrofiados..
    obrigada RUDY .
    paz profunda

    marineskioske@gmail.com

    Curtir

  7. Iris disse:

    Há vários métodos para se evoluir, É fato que cada um de nós vibra em determinada frequência, e temos que respeitar o grau de evolução de cada um.
    Rudy, entendi o que você quis passar… esse conhecimento aqui esposto é válido, simples e possível de se fazer. Espero que os métodos aqui contidos possam servir realmente para quem precisar, quem usar com essa disciplina, seriedade e vontade que você transmite, concerteza não estacionará.

    Curtir

  8. Miguel disse:

    Rudy, li seu artigo e sei que sua intenção ao escrevê-lo foi a melhor possível. Entendí bem a importância do que vc quis dizer. Quem quer utilizar entoação de sons vocálicos deve se esmerar para aprender a fazê-lo tão corretamente quanto possível, pois assim terá muito mais benefícios.

    Mas, embora saiba que utilizar títulos provocativos faz parte de sua inteligente estratégia para prender nossa atenção, o que é válido, penso que o título “pessoas desafinadas não evoluem espiritualmente” não foi dos mais felizes, porque há outras formas de despertar os chakras e o corpo psíquico fora a entoação de sons vocálicos.

    Além disso, mesmo quando se entoa desafinado ou mentalmente os efeitos são benéficos, não tanto como quando se faz corretamente, mas ainda assim produzem certo efeito benéfico e jamais prejudicam, nem impedem a evolução.

    E de fato, se os desafinados ou daltônicos não tivessem chance de evoluir seria até injustiça que tais pequenas deficiências de ordem física os condenassem a estagnação evolutiva. Seria o mesmo que dizer que um surdo, um cego, um mudo, um paraplégico ou um tetraplégico estão excluídos da evolução espiritual já que não conseguem executar parcial ou totalmente diversos exercícios que despertariam o seu corpo psíquico e seus chakras, afirmação que não procede em absoluto, pois dentro de suas limitações, desenvolvem outras habilidades, percepções e sensibilidades e não deixam de evoluir por causa disso. Sempre haverá uma forma de aproveitar uma encarnação para evoluir, por mais limitações que nela existam.

    P.P.

    Curtir

  9. CavaleiroAndante disse:

    Carol é um espetáculo a sua resposta, eu acredito que existem vários jeitos de se fazer a mesma coisa, e isso não quer dizer que o meu jeito ou o seu está errado. Um exemplo, todo mundo toma um copo com água igual? Não cada um faz do seu jeito, pq cada corpo tem um tamanho a sede de cada pessoa é diferente em vários momentos. Já pensou se todo mundo dança igualzinho ou faz outras coisas iguais não ia existir a diferença e em consequência não ia haver a comparação que é aquilo que nos faz pensar melhor e tomar nossas decisões.

    Curtir

  10. Ruanda disse:

    Cada pessoa tem sua maneira de evolução, Rudy. O que nos faz evoluir é justamente o acreditar, a fé, de maneira equilibrada, é claro…acho que as coisas sempre estão mudando, mutáveis… concordo com a Carol quando ela diz “a vida é adaptável a todo leque infinito”. As coisas são maiores e mais diversificadas do que a gente imagina, não é tão simples jogar uma “verdade” dessa maneira e dizer que ela é absoluta. Vamos aceitar a diversidade e a sua beleza….

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s