O acordo de espíritos com suicidas

Posted on 6 de abril de 2010

31


 

A vida está sendo desperdiçada por muitos. Seja pela ignorância dos efeitos de suas ações, pelo vazio existencial, pela falta de um sentido na vida, pela falta de esperança ou pelo motivo que for, há muitas pessoas acabando com a própria vida. Mesmo possuindo corpos perfeitos com muito tempo de vida e em plenas condições do exercício do que for, estão tirando suas vidas. Do outro lado, no plano espiritual, existem muitos espíritos desejando encarnar para evoluir e para ajudar o próximo e o mundo como um todo.

Estes espíritos mais evoluídos são mais evoluídos justamente porque não precisam mais encarnar neste plano e assim não precisam passar mais pelo nascimento. Os outros que precisam evoluir ainda precisam “esperar a vez” deles. Existe “fila” para encarnar (com exceção de alguns casos onde a pessoa logo ao morrer já reencarna) e este processo pode demorar muitos anos tanto pela depuração do espírito como pela fila a ser encarada. Alguns ensinamentos estimam a média de 144 anos o tempo de uma encarnação para outra.

Como algumas pessoas desperdiçam a vida e existe muita gente precisando e querendo encarnar ocorre um fenômeno espiritual onde há a troca de espíritos de um corpo. Tudo isso feito em forma de acordo entre os espíritos, nada de possessão ou obsessão. A pessoa que já não vê mais sentido em sua vida e que pensa em suicídio pode vir a ceder o corpo para um espírito mais evoluído que utilizará este corpo de uma forma muito melhor.

Estes espíritos superiores estão em uma dimensão superior em que não estão sujeitos às limitações de tempo. Eles podem prever um suicídio e em vésperas de alguém tirar a própria vida (fazendo jus ao seu livre-arbítrio) eles aparecem e fazem o acordo com a pessoa. Isso ajuda na medida em que uma encarnação não será desperdiçada e vai evitar os resultados do suicídio para o espírito menos evoluído.

Não é difícil de entender. Nós não somos o nosso corpo físico, apenas o controlamos e utilizamos para poder viver aqui neste plano e através das experiências evoluir. É como um veículo. O corpo físico é o veículo e nós somos o condutor. Podemos sair do veículo e emprestá-lo à outra pessoa. É como se alguém visse uma pessoa saindo de um bar, extremamente alcoolizada e em contramão numa BR. A pessoa sabe que ela vai acabar com o carro então vai até a pessoa, pede o carro e se compromete a utilizar o carro para um propósito melhor. Se compromete a cuidar do carro, limpá-lo, cuidá-lo e pagar os impostos. Protege tanto a vida da pessoa impedindo-a de se matar como ajuda os outros.

O espírito ao entrar neste corpo transforma a vida da pessoa. Esta passa a viver uma vida completamente diferente do que vivera antes, demonstrando grandes conhecimentos e propósitos de vida muito mais nobres. A pessoa que antes era materialista de uma hora para a outra resolve largar tudo e se dedicar a outros projetos mais voltados à parte espiritual. Alguns casos assim são vistos como amnésia pela ciência. Além de lembrar de pouca coisa (às vezes nada) do passado a pessoa realmente se transforma em outra, muito melhor, pois o espírito que agora habita seu corpo é melhor.

A estadia no corpo pode ser tanto temporária (mesmo princípio da canalização) como pelo resto da vida. Nem sempre se dá pela véspera do suicídio, mas com outras pessoas desenganadas com a vida, pessoas que praticamente estão apenas sobrevivendo como uma entidade biológica, em outros a pessoa pode estar vivendo normalmente e ocorrer a troca, pode ocorrer com pessoas que vivam a trabalhar com canalizações também. Um outro caso é quando a pessoa faz o que tem para fazer e não tem mais o que fazer aqui. O princípio de tudo é o livre-arbítrio, sempre ocorre com a permissão do espírito que habita o corpo.

Os espíritos que entram são chamados “entrantes” ou “transeuntes”. Entram através de um acidente, uma EQM, um desmaio, geralmente quando se perde a consciência. Dentre os possíveis entrantes mais famosos o que eu acredito que realmente possa ter sido um é Lincoln, tanto pelo seu papel fundamental na história dos Estados Unidos como pelos seus ideais, que realmente eram muito superiores ao do homem-médio comum da época. Alguns dizem que Moisés, George Washington, Benjamin Franklin e outros também eram entrantes, principalmente os que participaram da história americana e isto é compreensível pela importância que os Estados Unidos teve por representar a queda da aristocracia e o surgimento das liberdades e garantias individuais.

Para a identificação de um entrante é necessário analisar a mensagem que esta pessoa passa. Espíritos superiores não são deste planeta involuído, são de fora e suas mensagens serão necessariamente muito diferentes do que se tem por aqui. Nenhum espírito evoluído viria à Terra, por exemplo, pra ficar de “parem de ouvir pagode, ouçam rock”, “parem de assistir BBB e vão assistir Supernatural” e “parem de usar calça comprida e usem roupas esquisitas”. Não. A mensagem de um espírito superior não é uma simples antítese (o contra), é algo novo e diferente.

É um acordo que favorece a todos, ao que entra, ao que sai e aos que receberão efeitos imediatos da atuação do entrante. A idéia de tudo isto é que está valorizando a vida e a encarnação e aproveitando ao máximo o que a estadia em um corpo físico pode trazer de melhor a cada um e ao coletivo. Aquele que cede o corpo está fazendo grande bem à humanidade pois sacrificou-se por ela e isto gerará dharma. Não é um fenômeno que acontece o tempo todo em todo lugar com todos os suicidas, mas ocorre às vezes.

 


 

. Para se inscrever para receber por e-mail informações sobre novas publicações neste site basta inserir o endereço de e-mail no campo que se encontra logo acima do botão “Inscrever-se” que se encontra no canto esquerdo da tela deste site logo abaixo de minha foto e seguir as instruções.

.. Contato: https://rudyrafael.wordpress.com/contato/

∴ Para ver outras publicações relacionadas ao tema consulte o etiquetado logo abaixo.

 

Posted in: Rudy Rafael