Sonic 4 – Onde os Recalcados não têm vez

Posted on 20 de maio de 2010

25


Que a atual cria dos derivados de God Of War e Counter Strike não motiva ninguém a desembolsar salários-mínimos para acompanhar a 7ª geração de video games não é segredo pra ninguém. Getulhão mesmo se soubesse que o povo anda aproveitando dos seus institutos pra comprar joguinho de tiro se reviraria e muito em seu aposento de descanso eterno. Nunca uma geração de jogos foi tão pífia como a atual. Os infinitos FPS que são absurdamente a mesma coisa e que espelham como as guerras ditam o rumo do mundo até mesmo nos jogos (o que seria dos FPS sem o 11/09?), o PES que mantém cativo apenas a garotada que torce pra 500 times e que joga pra controlar o Ronaldinho e que aceita qualquer enlatado que ainda não os fez cair na real que futebol é tão e somente Fifa, os derivados de GoF cuja fórmula de andar pra frente apertando quadrado seria brincadeira para qualquer cetáceo cujo cérebro tivesse ordinária oxigenação e Vader dando uma de descolado surreal em Soul Calibur são motivos suficientes para se tornar mero espectador dos jogos feitos pra geração da pulseirinha arco-íris que se rebela contra cancelamento de show Emo e ameaça queimar ursos de pelúcia em praça pública e fugir da kombi.

Mas até mesmo os que não vão com a cara do amigão Darwin e rejeitam segamente tudo da brincadeira não terão mais como se esconder atrás dos emuladores pra tentar fugir da meda do carrasco Saturno que sem dó nem piedade faz o homem escravo do tempo. Até os que conseguem achar achismos para achar algo contra Heavenly Sword, Flower, Fifa, Just Cause e tantos outros jogos atuais e bacanas não terão mais como encontrar desculpinhas do porque não acompanhar a atual geração que mesmo sendo em sua grande maioria uma grande box de lixo consegue vez ou outra abortar alguma coisa que preste, algo que não passou pela gestação formadora da inclusão de tutorial e a incubação no maldito R1. Pra quem mergulhava no baú das roms e se afundava na velharia evocando qualquer coisa pra dizer que os jogos antigos eram melhores agora a palhaçadinha é zero. Não existe mais nada que justifique a estagnação de se ausentar da evolução dos jogos. Sonic 4 tá aí e o recalque não tem vez. É Sonic que já foi na fita, no cd, no dvd, no blu-ray e agora é no download.

Sonic 4 por ser em 2D não dá mais lenço pra chororô de quem não conseguiu adaptar as vistas ao universo 3D; se o Unleashed foi preterido pela tridimensionalidade agora isto não servirá mais de desculpa. O jogo é fiel às origens, com a mesma jogabilidade, enredo seguindo a série principal, não é spin-off, não é título abandonado e as características que fazem Sonic ser Sonic estão todas lá. É Sonic em 2.010 pra quem gostava de Sonic nos 90´s. Sonic hoje pra quem diz gostar do Sonic de ontem. Quem acompanha uma série acaba mesmo comprando o novo console para continuar jogando o que gosta. Existem jogos que acabam sendo tão grandes ou até maiores que o próprio console. Quem gosta de Sonic tem motivos suficientes pra abrir a carteira e mandar bala num PS3, 360 ou Wii para ter o ouriço mais azul do planeta na frente do sofá. Alguns poderiam contar tudo pra sua mamãe e dizer que não compram um console por causa de um jogo. Ora, quanta gente comprou o PS3 só por causa do Metal Gear 4. Quantos adquiriram o PS2 só pra ter Silent Hill e Resident Evil. Um Daytona USA vale um Saturn, um Phantasy Star um Master System e a lista das valias qualquer um que entenda de jogos pode completar.

Não há mais motivos para fugir da nova geração já que há jogos extremamente fiéis ao espírito das décadas anteriores e Sonic 4 é a maior prova disso. Mesmo aqueles que tiveram a coragem de não enxergar o Sega Ages ainda têm tempo de se redimir e adorarem Sonic 4 com a mesma fé que tinham no passado. Se queriam algo fiel ao espírito dos antepassados está aí e não existe mais recalque algum no mundo que conseguirá justificar a fuga e o mergulho na velharia e o tapar de olhos para o mundo atual que se descortina a todos. O mundo muda e evolui e a lei da vida é a mudança. Sonic 4 acompanha a evolução sem perder a essência do que é o jogo, essência esta que se perdeu na maioria avassaladora dos jogos a partir da 6ª geração. Essência que mesmo com tudo conspirando contra consegue dar seus suspiros vez ou outra e aparecer em jogo aqui ou lá e vai de cada um saber aproveitar estes raros momentos antes que o véu seja lançado novamente tenha-se que conviver com Call of Duty 45 e Battlefield 84. Sonic 4 está aí e quem diz gostar do jogo e não tiver o mesmo em um console da 7ª geração vai ter que arrumar uma desculpa muito boa para justificar sua omissão pois todo o recalque apelatório de melancolia de tempos passados não será mais perdoado.

 

 


 

. Para se inscrever para receber por e-mail informações sobre novas publicações neste site basta inserir o endereço de e-mail no campo que se encontra logo acima do botão “Inscrever-se” que se encontra no canto esquerdo da tela deste site logo abaixo de minha foto e seguir as instruções.

.. Contato: https://rudyrafael.wordpress.com/contato/

∴ Para ver outras publicações relacionadas ao tema consulte o etiquetado logo abaixo.

 

Marcado:
Posted in: Rudy Rafael