Relacionamentos amorosos firmados no mundo espiritual

Os relacionamentos amorosos dos humanos são patéticos e espelham o nível patético de evolução espiritual da humanidade. Os humanos se relacionam em razão da aparência física, do que acham que têm em comum e por conveniências. A associação pela aparência física é a mesma que orienta a relação dos animais irracionais e não há segredo nisto, pelas pretensas afinidades é a velha lástima de alguém achar que encontrou o amor de sua vida porque a outra pessoa tem o mesmo interesse cultural, vive a mesma vida noturna, faz parte do mesmo mercado profissional ou meio acadêmico e por tudo quanto se veja nela e por conveniências diz respeito ao ajuntamento pela conveniência financeira, emocional, sexual, intelectual ou social em geral. Todos os relacionamentos amorosos dos humanos são fulcrados em sua ignorância espiritual e nada têm a ver com a espiritualidade. Os humanos são patéticos, se relacionam com outros humanos patéticos e não poderiam ter relacionamentos amorosos que também não fossem patéticos.

Entretanto, existem relacionamentos amorosos que são firmados no mundo espiritual. Tratam-se de compromissos assumidos entre um homem e uma mulher verdadeiramente voltados à espiritualidade. Uma pessoa espiritualizada não inicia ou vive um relacionamento com uma pessoa que não seja voltada à espiritualidade e não se relaciona com alguém pela aparência, gostos em comum ou por conveniências. As pessoas espiritualizadas primeiramente se encontram no mundo espiritual e lá iniciam o relacionamento; após isto se conhecem e se unem no mundo material. Fica, então, evidente que coisa alguma é por acaso em relação à forma como se conhecem as pessoas voltadas à espiritualidade. Relacionamentos amorosos verdadeiros são desta forma, são relacionamentos que vêm de cima (do espiritual) para baixo (o material) e o inverso não ocorre: quem se relaciona pela matéria não chega à relação pelo espírito. Em relacionamentos amorosos o que começa mal sempre terminará mal.

Quando ocorrem tais encontros no mundo espiritual – muitas vezes se tratam de reencontros relacionados às vidas passadas – onde um homem e uma mulher escolhem firmar um compromisso, algo é criado no mundo espiritual que terá efeitos no mundo material. Mesmo que a pessoa não tenha consciência do que foi feito no mundo espiritual sua consciência lhe cobrará fidelidade e lealdade à pessoa com a qual ela firmou o compromisso, não obstante ela nem mesmo conheça esta pessoa no mundo material. Isto ocorre porque as pessoas que firmam por livre arbítrio o compromisso no mundo espiritual são dotadas de nível maior de evolução espiritual, o que se reflete na matéria em evolução moral e ética. Uma pessoa espiritualizada não trai. No mundo espiritual contratos são firmados, tanto para o bem quanto para o mal, criando leis entre as partes e todo contrato violado gera suas consequências. No caso do pacto para um relacionamento amoroso quem cobrará sua violação é a própria consciência do indivíduo.

Relacionamentos firmados no mundo espiritual quando se concretizam no mundo material são obviamente os melhores que podem existir e é certo que aquele que já o vivenciou não aceitará coisa alguma diferente disto. É impossível para uma pessoa que já tenha tido a experiência de conviver literalmente o dia todo com uma pessoa tanto no mundo material quanto no mundo espiritual se contentar em ter um relacionamento que não seja fundado na espiritualidade. Nos relacionamentos dos humanos, os quais são destituídos de espiritualidade, uma pessoa pode ficar junto da outra o tempo todo enquanto esteja acordada, mas quando dorme ela se separa desta pessoa, vai para longe dela e até mesmo se relaciona com outra pessoa. Um homem e uma mulher que se relacionam pela mente e pela matéria podem viver um relacionamento que parece perfeito para o mundo todo, mas quando dormem e a alma de cada um está livre para seguir o que bate realmente no peito de cada um eles jamais se encontram.

O mundo espiritual é o mundo da verdade e lá ninguém pode forçar sentimento algum. Se uma pessoa tem um relacionamento com alguém no mundo material, mas vive sonhando com outra pessoa ou sonha mais com outra pessoa do que com a pessoa com a qual está, ela está deixando de viver, pois está vivendo uma mentira. Seu Eu Interior e seu Eu Exterior não estão em harmonia, estão em choque vivendo cada um uma vida distinta. Relacionamentos verdadeiros só existem quando o homem e a mulher estão juntos tanto no mundo material quanto no mundo espiritual. Não adianta estar com uma pessoa no mundo material e quando deitar a própria alma, agora livre, ir para outra pessoa. É melhor viver só do que viver a infelicidade de viver na matéria com uma pessoa e com outra no espírito. Os humanos acham que são mais felizes se relacionando com alguém pelo qual sua alma não se ilumina do que vivendo sozinhos, mas a mentira faz mais mal ao espírito do que a solidão. A mentira é sempre uma mancha negra na alma.

Uma pessoa pode ser extremamente fiel no mundo material enquanto trai no mundo espiritual. Todo aquele que vive um relacionamento que não está em consonância com a espiritualidade deve estar ciente de que pode estar traindo ou sendo traído no mundo espiritual e disto não há escapatória. A única forma de não trair e não ser traído em um relacionamento nos dois mundos (material e espiritual) é viver o mesmo relacionamento e estar com a mesma pessoa em ambos os mundos. Uma alma não se relaciona com outra alma pela aparência, pelo que acha que tem em comum com a outra alma ou por conveniências. Almas se relacionam pela verdade do espírito e isto não é algo que possa ser orientado pela mente. Entre o caminho da mente, que restringe pelas ilusões, e o caminho da consciência, que expande pela Verdade, a humanidade optou pelo caminho da mente, por isto vive relacionamentos patéticos. Uma pessoa pode dizer ao próprio Ego o que sentir, mas não pode dizer à própria alma.

É questão de evolução espiritual ser o mesmo na matéria e no espírito e ninguém pode se dizer um ser verdadeiro se vive duas vidas, uma no mundo material e outra no espiritual. Da mesma forma que uma pessoa absurda e completamente atrasada espiritualmente pode viver a mentira de não viver no mundo espiritual o mesmo relacionamento que vive no mundo material, uma pessoa que não seja absurda e completamente atrasada espiritualmente também pode viver esta mentira. Ela pode, pois, firmar por livre arbítrio o compromisso no mundo espiritual e posteriormente no material em razão de seu Ego e sua ignorância não viver isto. É o caso daqueles que não sendo absurda e completamente atrasados espiritualmente ainda se mantém inconscientes da vida no mundo espiritual não sabendo quem verdadeiramente são e vivendo seus relacionamentos amorosos como os absurda e completamente atrasados espiritualmente, não havendo de fato qualquer diferença entre estes e aqueles.

Os relacionamentos amorosos firmados por livre arbítrio no mundo espiritual são verdadeiros, pois são da consciência, e podem transpassar eras. Os firmados pela matéria são mentirosos, pois são frutos das ilusões da mente e estão relacionados ao Eu Exterior; nascem fadados ao fracasso, não tendo continuação em uma próxima vida. Uma alma não reencontra outra em uma próxima vida porque antes tinha achado bonito o seu corpo físico, tinham os mesmos gostos ou porque antes a relação lhe era conveniente. Neste ponto, convém destacar que não há espiritualidade verdadeira ensinada que não associe a própria espiritualidade com o trabalho. Quando duas pessoas verdadeiramente espiritualizadas se relacionam não existe inutilidade, pois ambas fazem juntas o trabalho da espiritualidade tanto na matéria quanto no espírito – como os casais de pleiadianos -. Um casal não se reencontra em uma vida futura para compartilhar eventos culturais, noitadas e estudos e trabalhos da matéria.

É o relacionamento amoroso firmado no mundo espiritual entre um homem e uma mulher que dá luz à magia sexual entre o casal, à qual só existe em tais condições. A magia sexual pode ser utilizada inclusive para a realização de desejos materiais, haja vista que a energia gerada durante o ato sexual possui poder criador, pois possui o poder de plasmar. É a geração de um filho a maior obra que um casal voltado à espiritualidade pode ter, pois é quando Deus delega ao homem o poder de gerar a vida. Todo relacionamento amoroso em que de uma forma ou de outra não há a geração da vida é um relacionamento que vai de encontro à espiritualidade; por isto, toda pessoa que de uma forma ou de outra, dependendo da desculpa que a mente gerar, tem medo de ter um filho com a pessoa com a qual se relaciona está com a pessoa errada. A vida é a manifestação do Amor de Deus ao homem, é a vida a prova maior de Amor que pode existir no universo e onde não há vida não há Amor.

Nenhuma pessoa pode ser feliz mentindo para si. Uma relação amorosa verdadeira, como se dá com as civilizações extraterrestres evoluídas, é baseada no companheirismo e este companheirismo é percebido de imediato na relação em que um homem e uma mulher vivem juntos tanto no mundo material quanto no espiritual. Pessoas que tinham relacionamentos firmados no mundo espiritual e que por seus egos e sua ignorância o sacrificaram para viver relacionamentos fundamentados nas questões humanas e materiais pagarão o preço pela escolha da pateticidade. Viverão para sentir a angústia de passar o dia com uma pessoa enquanto sua alma conta os segundos para que o corpo físico adormeça e no mundo espiritual, no mundo da verdade onde nada se esconde, possa encontrar o ser verdadeiramente amado pelo seu coração. A consciência punirá aquele que violar o pacto celebrado no mundo espiritual com a dor da alma; a tristeza e a amargura sem remédio na matéria, pois a dor da alma somente no mundo da alma se cura.

 


 

. Para se inscrever para receber por e-mail informações sobre novas publicações neste site basta inserir o endereço de e-mail no campo que se encontra logo acima do botão “Inscrever-se” que se encontra no canto esquerdo da tela deste site logo abaixo de minha foto, clicar em tal botão e seguir as instruções seguintes.

.. Contato: https://rudyrafael.wordpress.com/contato/

∴ Para ver outras publicações relacionadas ao tema consulte o etiquetado logo abaixo.

58 comentários sobre “Relacionamentos amorosos firmados no mundo espiritual

  1. Lívia disse:

    Este foi o primeiro texto teu que eu li e a partir dele eu mudei completamente. Tudo o que eu pensava, toda a ideia que eu fazia do que era um relacionamento com alguém caiu por terra. O que você escreve e a maneira como escreve é algo que se sente direto no coração (!) e é devastador. São palavras que “varrem” com verdade qualquer coisa imaginada antes..

    Curtir

  2. martha disse:

    fantástico! Muito esclarecedor.A minha vida foi uma cadeia imensa de decepções amorosas.Sinto uma tristeza imensa em minha alma.Desde a minha infancia sou depressiva e sinto uma vazio enorme, a saida que encontro é dormir muito.Só dormindo encontro felicidade e paz.Sinto que não pertenço a esse mundo.Texto bastante reconfortante.Esta realmente ler ou ouvir sobre esse assunto.Deus o abençoe!

    Curtir

  3. IRACY LIMA disse:

    VERDADE O QUE TEMOS NO TEXTO,É MAGICO O ENCONTRO DE ALMAS QUE SE COMPROMETEM ESPIRITUALMENTE,MESMO QUE AQUI NÃO SE ENCONTREM,ESTÃO LIGADAS,POR UM ELO INDISSOLUVEL.QUE UM DIA SERÁ REAL.

    Curtir

  4. Paulo Pereira Platt disse:

    Que abordagem maravilhosa, o texto toca profundamente, porque vai de encontro a uma realidade que assusta , da medo…… mas temos de encarrar e viver a realidade , pois enquanto não encontrarmos nossa cara metade espiritual….. encaro a vida como uma busca , só espero que não seja uma busca eterna..

    Curtir

  5. VANDA MOLINA disse:

    obrigado pelo texto vc tirou uma dúvida enorme da minha cabeça …. hoje eu sei que posso continuar a viver o meu eterno amor espiritual sem medo , porque os amores matérias quero bem longe …. bjos mil !

    Curtir

  6. claudia carvalho disse:

    Isso é verdade os meus relacionamentos foram todos feitos no mundo espiritual, eles aparecem em sonho até se confirmar no mundo real é fantastico. O problema que as vezes eu tenho que esperar a outra pessoa despertar, isso as vezes doi porque tenho que ver ele namorando com outras mulheres. O ruim disso é que sempre uma pessoa é evoluida espiritualmente a outra não porisso que existe o desencontro.

    Curtir

  7. keity disse:

    pena que meu casamento, foi uma mentira meu casamento eu que me doe fui sempre leal dedicada e parceira, e no e tanto o que eu tinha a retorno era mentiras e traições do meu ex.não sei se isso por que ele sendo mais velho e não muito atraente, mas nunca liguei p a aparência ,mas graças a Deus eu larguei, ele e tó muito feliz comigo mesma, antes só do que mal acompanhada.

    Curtir

  8. Tereza disse:

    Gostei do texto, mas não podemos esquecer que muitos, a maioria aliás, estão em relacionamentos kármicos…e isso não impede que quando dormem possam se encontrar, ou se reencontrar, com seus amores de alma…

    Curtir

  9. Max Willian disse:

    Caraca velho que texto foda!
    Eu sempre disse que estava à procura do meu verdadeiro amor, na minha vida só fiquei com 3 garotas e sinceramente me arrependi depois pois sentia a falta de algo. Fiquei com cada uma delas apenas uma vez, mas seu texto me incentivou a ir à procura do meu verdadeiro amor espiritual :) obrigado.

    Curtir

  10. Dan disse:

    Cheguei aqui pra ler um artigo sobre o PT, mas também achei este texto muito interessante – ele oferece uma nova perspectiva sobre relacionamentos humanos. E apesar de não ser espírita, acho fascinante a sensibilidade q alguns desenvolvem para explanar elevadas pérolas de amor.

    Curtir

  11. Tereza disse:

    Ok, mas como disse a colega , e quando temos resgates espirituais, Karma a cumprir com uma pessoa, como fica? Eu tbm sou casada com uma pessoa com quem tenho ajustes espirituais a fazer..qdo durmo e saio do corpo eu me encontro com o meu verdadeiro companheiro, minha alma gêmea, mas sei que não estou traindo o meu companheiro na matéria física, porque matéria física e matéria física e matéria astral é matéria astral…

    Curtir

  12. SUELY MELO MOTA disse:

    Parabéns pelo texto, servirá como reflexão, e quem sabe uma mudança em minha vida, acho que estou com a pessoa errada, pois não quero gerar filhos com ela, nem em pensamento. O que faço?

    Curtir

  13. Pandora Wolfmother disse:

    Olá Rudy.
    Bom, algumas coisas eu concordo e outras não.

    Achei brilhante a sua abordagem com relação a questão da necessidade de buscarmos outras formas de afinidade energética e ir além de algo material.
    Mas não concordo que outras formas de afinidade energética são desnecessárias, acho que tudo que acontece segreda um aprendizado. E quem sabe, se aquela afinidade sexual ou por estabilidade financeira não era o que a pessoa precisava naquele momento específico.

    Enfim, o assunto dá pano para a manga. rs

    Curtir

  14. Alagacone disse:

    “Todo relacionamento amoroso em que de uma forma ou de outra não há a geração da vida é um relacionamento que vai de encontro à espiritualidade.”

    Talvez você pudesse desenvolver esse tema futuramente. É só uma idéia.

    Curtir

  15. MERY disse:

    – Acho que o meu amor espiritual não reencarnou ou reencarnou em outro Planeta. Nunca me senti plena, feliz, relaxada. Sinto-me , nesta vida, como se estivesse de malas prontas para viajar… Não consigo relaxar…, desde criança. Sinto uma tristeza profunda na alma desde a infância e uma saudade não sei do que, de onde, de quem…Tive vários relacionamentos e quase sempre me senti usada. Não acredito em casamento , relacionamento perfeito…

    Curtir

    1. tati disse:

      eu também,sempre me senti usada não sei porque,mas não acredito em amor,respeito,relacionamentos plenos aqui na terra,para mim tudo é resgate,a verdadeira paz só na espiritualidade mesmo,depois de muitas lutas.

      Curtir

  16. Bia Pierani disse:

    Eu adorei o texto mas há um porém, que está relacionado ao meu caso. Eu tenho um amor espiritual que não está encarnado, eu tenho um namorado aqui na terra que é meu amigo espiritual porem não meu amor. Eu sinto que estou meio que ‘traindo'” meu amor espiritual, mas ele veio várias vezes dizendo que o amor liberta, e que seria uma nova experiência para ambos, e que nesta reencarnação nós não poderíamos ficar juntos, mas que ele sempre estará do meu lado e que me ama!!! Então não é bem assim que deve procurar seu amor espiritual, as vezes seu amor nem na Terra está..é confiar em Deus eu seguir seu coração SEMPRE!

    Bjos

    Curtir

  17. Giuliana disse:

    Adorei o texto mas fiquei com dúvidas. E se minha ‘alma gêmea’ não estiver encarnada? Devo ficar sozinha o resto desta vida? O corpo físico tem suas necessidades, então o que se deve fazer? Se meu parceiro não está encarnado, estarei mentindo para mim se me relacionar com alguma pessoa aqui na Terra?

    Curtir

  18. apenas eu! disse:

    gostei do texto e do contexto porém acho exagerada a abordagem pois sabemos tambem que, mesmo tendo assumido compromissos no mundo espiritual, tambem temos resgastes com outras almas aqui no mundo material … digo isso por experiencia propria, pois me casei com uma pessoa por resgate espiritual … e encontrei meu companheiro espiritual encarnado!! porém a certeza de ter de continuar com meu resgate me fez optar pelo meu marido!! não me arrependo pois sei que fiz a coisa certa!! mesmo doendo muito não poder ficar com minha alma gemea

    Curtir

    1. sarah disse:

      “apenas eu” como assim resgaste com outras almas?
      Gostaria de saber mais sobre o assunto se puder.
      Voce tambem disse que foi experiencia propria, que se casou com alguem por resgate e que conheceu sua alma gemea, desculpa se fiquei curiosa, mas se vc pudesse explicar mais, ficaria mt agradecida. Desde ja´obrigada !!

      Curtir

  19. Ines Fernandes disse:

    Uma dor muito grande é sentinda quando uma das partes do casal, conhece sua condição de parceira deste par e observa que a outra parte, ainda não despertou e, tem de aguardar que isto ocorra, e torcer também. Muito boa a abordagem e esclarecedora também.

    Curtir

  20. Dastan disse:

    A dinâmica dos relacionamentos se resumem a equilíbrio/união energética. Em realidades baseadas em polaridades, as energias estão sempre buscando se unificarem.

    A maioria das pessoas, geralmente ficam fixas ao nível da afinidade energética sexual, e não exploram outros níveis energéticos, nos quais poderiam desfrutar de relacionamentos muito mais profundos.

    A atração sexual ocorre porque a energia sexual está buscando se equilibrar… Por exemplo, um homem heterossexual sente atração física por uma mulher porque sua energia sexual de polaridade masculina está buscando se unificar com a energia sexual feminina da mulher… Se este mesmo homem fosse homossexual, sua energia sexual seria predominantemente feminina, logo, sentiria atração sexual por pessoas do mesmo sexo (homens)… No caso dos assexuados, a energia sexual se encontra em equilíbrio, não produzindo atração ou desejo sexual.

    Relacionamentos baseados apenas no nível sexual e em certas conveniências não costumam durar muito e muitas vezes acabam em traições, discórdias e até mesmo ódio… Não que exista algo errado no nível energético sexual, muito pelo contrário… Ocorre que para o relacionamento ser duradouro e mais intenso, também deve haver afinidade energética em outros níveis energéticos além do sexual…

    A unificação e afinidade energética formam a dinâmica dos relacionamentos, tanto nessa faixa frequencial 3D quanto em faixas consideradas espirituais (4D e além)… A percepção da Consciência define o nível dos relacionamentos, em outras palavras, quanto mais profunda e elevada for a percepção, mais profundo e elevados serão os relacionamentos…

    Consciências (almas) com percepção elevada não criam expectativas ou estabelecem condições nos relacionamentos, não esperam que as pessoas se comportem de determinado modo que atenda a alguma expectativa pré-concebida… Pelo contrário, Consciências com percepção elevada permitem e até mesmo incentivam que a outra Consciência expresse totalmente a sua singularidade e unicidade… É muito diferente dos amores “fake” que só funcionam sob certas “condições”…

    Curtir

  21. Rafael disse:

    Bem interessante, Rudy. Vai ver que é por isso que há pessoas dorminhocas. A imensa saudade que sentem de afetos que não reencarnaram as fazem prolongar a estadia fora do corpo sempre que podem.

    Curtir

  22. Helena disse:

    tem razão..a maioria dos relacionamentos são egóicas…ou por dinheiro, aparência física ou sexual…o amor e´totalmente esquecido…é um esquecimento completo na hora do nascimento..

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s