A maior diferença entre os Reptilianos e os anunnaki

Posted on 27 de fevereiro de 2015

6


164

É perfeitamente compreensível que os humanos, não sabendo de fato coisa alguma sobre as várias raças de seres que permeiam tanto o seu Universo quanto os demais universos, associem os reptilianos com os anunnaki propagando ambos como se fossem a mesma coisa. Se os humanos não sabem quem são os reptilianos e os anunnaki não podem saber a diferença entre eles. A baboseira humana de que os reptilianos e os anunnaki são a mesma coisa fica desvairada na medida em que se os humanos não sabem quem são os reptilianos e os anunnaki para que possam dizer que são diferentes também não podem dizer que são iguais ou fazer qualquer tipo de associação entre estes, mas dizem e fazem. Para os humanos não há diferença entre os extraterrestres do Antigo Egito e os dos sumérios e entre os reptilianos e os anunnaki e existe um torpe pacto de ignorância coletiva onde todos que querem falar de vida extraterrestre colocam reptilianos e anunnaki no mesmo saco.

Os reptilianos e os anunnaki não atuaram e não atuam da mesma forma na Terra e para entender a atuação de cada um é necessário esclarecer a diferença entre ambos. A primeira diferença entre ambos é que enquanto os anunnaki são deste Universo onde vivem os humanos os reptilianos são de outro universo criado pelo mesmo Criador deste Universo. Os reptilianos são geneticamente puros – existe a raça reptiliana como primordial – e os anunnaki são híbridos de reptilianos com humanóides, uma criação dos próprios reptilianos. Tudo o que foi trazido e deixado pelos anunnaki na Terra com os sumérios tem sua identidade própria por serem os anunnaki seres extraterrestres, mas tudo isso não é como o trazido e deixado pelos reptilianos na Terra com os antigos egípcios. Sendo os reptilianos os criadores e os anunnaki as criações naturalmente haverá diferença entre ambos. O propósito dos reptilianos no Antigo Egito foi um e o propósito dos anunnaki com os sumérios foi outro.

Os reptilianos vieram à Terra para desenvolvê-la e os anunnaki para explorá-la. O propósito dos reptilianos vai além do propósito dos anunnaki, pois o propósito dos reptilianos era cumprir sua função no Universo e desenvolver (criar) mundos, aí aprimorando geneticamente a raça humana. Os humanos precisaram ser geneticamente modificados para que pudessem virar gente. Os anunnaki vieram à Terra meramente para explorar; recolheram o que puderam e se foram. Os reptilianos vieram, se instalaram e continuam até hoje, não da única forma como os humanos conseguem compreender – a forma do corpo físico de um réptil -, mas de outras formas, principalmente seguindo o princípio da invisibilidade. Neste sentido não se trata da invisibilidade referente ao corpo físico invisível, mas de não ser notado. Como para os humanos o Eu Interior de um ser é o seu Eu Exterior, os humanos acham que os reptilianos não estão na Terra simplesmente porque não veem lagartos verdes bípedes de 2 metros andando pelas ruas.

O Antigo Testamento é um livro anunnaki e diz respeito aos anunnaki. O deus bíblico do Antigo Testamento é um deus anunnaki. Tudo o que consta no Antigo Testamento é relacionado ao contato de homens com os anunnaki. Os anunnaki vieram para explorar o ouro do planeta Terra e o povo que os recebeu e os serviu voluntariamente nesta empreitada foi o povo judeu. Os humanos regozijaram-se em servir aqueles que para eles eram deuses poderosos e assim serviram de mineradores aos anunnaki extraindo ouro de minas na Terra. O ouro era depositado em caixas de ouro que foram trazidas pelos anunnaki e depois as caixas eram carregadas pelos humanos diretamente para as naves dos anunnaki, às quais ficavam em cima de montes. As caixas de ouro que foram trazidas pelos anunnaki eram todas iguais e de mesmo tamanho e uma dessas foi deixada pelos anunnaki com os humanos como lembrança da aliança feita entre os humanos e os anunnaki e eis aí a Arca da Aliança.

O judaísmo religioso é, portanto, uma religião dos anunnaki. Já o cristianismo religioso é uma religião reptiliana e esta é uma das razões pelas quais há tanta diferença entre o judaísmo religioso e o cristianismo religioso. Para entender o que é o cristianismo dos reptilianos é preciso transcender a patifaria do maniqueísmo. Uma pessoa que vive separando pessoas e extraterrestres em bons e maus não chegará a lugar algum. Aquilo que os reptilianos fizeram no Antigo Egito com a religião continuam fazendo no mundo todo através do cristianismo. O cristianismo é a continuação da religião do Antigo Egito e todo reptiliano encarnado na Terra obrigatoriamente terá uma relação íntima com o cristianismo. A grande diversidade que há na Terra em todos os meios resulta das ações de diversas raças extraterrestres na Terra. Reptilianos, anunnaki, pleiadianos, andromedados etc., cada raça extraterrestre criando à sua imagem e semelhança e trazendo religião ao planeta.

Ao analisar o nascimento de uma egrégora religiosa é preciso compreender que o grande Deus Criador não se manifesta para alguém do nada, conforme histórinhas religiosas tentam fazer crer. As histórinhas de que uma pessoa à toa andava por aí à toa e de repente tem uma experiência espiritual onde recebe toda a sabedoria espiritual e a missão de fundar uma religião são apenas lorotas. Usando a racionalidade naquilo que é bom e entendendo que a religião é uma reação compreende-se que há a necessidade de uma ação e que a religião não brota do nada, não é algo que simplesmente sai da terra pulando e ganhando vida. A humanidade não tem força e poder para criar uma egrégora religiosa. Todas as grandes religiões da Terra foram fundadas por seres extraterrestres e algumas inclusive remontam a eras passadas. O cristianismo é de fato anterior ao judaísmo, apesar de que a história humana diga o contrário. A força do Cristo da Terra existe na Terra antes da encarnação de Jesus e é anterior ao judaísmo.

Os gigantes mencionados na bíblia eram anunnaki. Não existem reptilianos gigantes. Os gigantes da bíblia tinham um pouco mais do que 6 metros, enquanto que os reptilianos grandes têm cerca de 3 metros. Os reptilianos têm mais preocupação com a vaidade do que os anunnaki. Não é misticamente perfeito ser extremamente alto como eram os anunnaki. Há diferença também na vestimenta dos reptilianos e dos anunnaki. De um lado – o reptiliano – percebe-se a beleza e a magnitude das vestimentas dos faraós e do clero da Igreja Católica Apostólica Romana e de outro – o anunnaki – a grosseria e a rudeza dos sumérios. Em termos de face, enquanto os reptilianos abominam pelos faciais – os faraós e os imperadores romanos não cultuavam barba e bigode – os anunnaki deixam pelos nos rostos, trazendo à tona a grosseria e a rudeza da parte humanóide de sua genética. De mesma forma quanto mais humana a mulher mais esta sentirá apreço por homens com pelos nos rostos. Pelo no rosto é coisa de humanos.

A estrutura morfológica dos anunnaki é uma só e são semelhantes a humanos. A principal diferença entre um anunnaki e um humano é o seu olhar e olhando diretamente para um percebe-se pelo que este emana de seu olhar que o mesmo não é humano. Os reptilianos possuem diversas estruturas morfológicas e as diferenças dizem respeito à casta à qual pertencem. Quanto mais da realeza mais belo será o reptiliano. Existem reptilianos bípedes cujo corpo se assemelha ao de um humano, apenas havendo diferença na cor e na textura da pele. Neste caso a pele tem uma cor semelhante à cor verde em sua tonalidade mais escura e em relação à textura alguns podem ter a pele mais lisa, como a humana, e outros a pele mais escamada, como a de um jacaré. Quanto mais real for a linhagem de um reptiliano menos sua aparência causará repulsa. Existem reptilianos bípedes que possuem uma cauda e se parecem com uma serpente. Estes são mais esguios, involuídos e causam mais repulsa porque emanam mais animalidade.

Há reptilianos bípedes, com corpos fortes e que possuem uma cauda volumosa, assemelhando-se a um jacaré. Existem várias estruturas morfológicas de reptilianos, mas apenas uma de anunnaki e a diferença é visível. Os reptilianos são mais unidos do que os anunnaki, até porque possuem um universo natal, e todos se veem como fazendo parte da raça reptiliana. Os anunnaki não possuem uma terra natal que possa embutir em cada anunnaki um instinto nato de unidade. Os reptilianos, mesmo encarnados como humanos, procuram-se nos universos, ainda mais quando se trata de uma linhagem real. Em termos de reprodução, os reptilianos sabem que somente um rei e uma rainha podem gerar um rei ou uma rainha, pois a questão da genética interfere diretamente na reprodução reptiliana. Os anunnaki, como são criações, não possuem um DNA primário real que possa ser preservado através dos tempos, de forma que não se interessarão, não se dedicarão e não saberão tanto sobre genética quanto os reptilianos.

Os anunnaki olham para baixo para ver coisas como os humanos; os reptilianos olham para cima para ver Deus. Os atributos do deus do Antigo Testamento são atributos dos anunnaki; o deus que se ira, se vinga, amaldiçoa, pune e se confunde com os próprios humanos. Apesar de que o cristianismo tenha em tese se originado do judaísmo a diferença entre tais religiões é gritante. O Novo Testamento traz uma religião completamente distinta da religião do Antigo Testamento, não apenas porque a egrégora espiritual é outra, mas também porque se trata de outra raça extraterrestre. A diferença entre os reptilianos e os anunnaki pode ser vista de várias formas; o universo de onde vieram, seu DNA, porque vieram à Terra, o que fazem no Universo, sua estrutura morfológica, sua política e seu conhecimento, mas não há diferença maior e mais real do que a diferença entre o que a humanidade tinha com o deus do Antigo Testamento e o que a humanidade passou a ter com Jesus, o Cristo.

 

 


 

. Para se inscrever para receber por e-mail informações sobre novas publicações neste site basta inserir o endereço de e-mail no campo que se encontra logo acima do botão “Inscrever-se” que se encontra no canto esquerdo da tela deste site logo abaixo de minha foto e seguir as instruções.

.. Contato: https://rudyrafael.wordpress.com/contato/

∴ Para ver outras publicações relacionadas ao tema consulte o etiquetado logo abaixo.

 

Posted in: Rudy Rafael