A epidemia de manginas na “direita” brasileira que rastejam por qualquer mulher que fale mal do PT

Posted on 31 de outubro de 2015

2


Não há país no mundo com maior número de manginas do que o Brasil. O Brasil, ao arrepio do processo civilizatório, aumenta progressiva e escandalosamente a cada dia o número de manginas e o meio dito político não poderia escapar da epidemia de manginas que devasta o Brasil e o faz um país cada vez pior. Independentemente do discurso que leva um homem a se transformar em um rato que vira o lixo em busca de restos de alimentos, os homens brasileiros assimilaram a manginice aguda como um imperativo categórico. Ser mangina no Brasil é um mandamento bíblico, é moda, é a verdade real, é descolado, é legal, é bom, é bonito, é saudável, é progressivo, é moderno, é revolucionário e é tudo aquilo que um ser humano consegue compreender como positivo. Por outro lado, deixar de ser mangina no Brasil significa tudo aquilo que pode haver de ruim na humanidade. Não lamber o chão por onde uma mulher passa, não sujeitar-se a todo tipo de terror psicológico emanado de uma mulher, não sujeitar-se às agressões verbais e físicas de uma mulher, não aceitar ser obsediado espiritualmente por uma mulher e não concordar que as mulheres são melhores que os homens simplesmente por serem mulheres é “machismo”. No Brasil que caminha na contramão do processo civilizatório ser mangina é o correto.

O segredo para qualquer mulher ficar milionária no Brasil é “gostar” de coisas de homens e expor isso aos homens. Qualquer mulher pode ficar milionária no Brasil usando a fome que os homens brasileiros têm por vagina. Se houver homens que são fascinados por cuspe à distância basta uma mulher dizer que gosta de cuspir à distância, assumir a personalidade de alguém que gosta de cuspir à distância e expressar isso a tais homens usando a imagem de seu corpo que tais homens passarão a lhe ter como uma musa e com isso ela poderá ganhar rios de dinheiro como a musa dos homens que são fascinados por cuspir à distância. Homens que são fascinados por qualquer coisa essencialmente de homem sentem-se naturalmente sozinhos em tais coisas visto que apenas encontram homens em seu meio. Desta forma cada vez que uma mulher aparece em tal meio tais homens automaticamente fazem de tal mulher sua musa e mesmo que saibam que não poderão ter coisa alguma com tal mulher passam a dedicar-se à ela. Essa dedicação vem através da bajulação sem vergonha, da audiência, do despender recursos financeiros e do incentivo a tal mulher que se expõe com aquilo que tais homens gostam. Quando um homem está sozinho em suas coisas de homem e aparece uma mulher para ser sua musa ela terá sua alma.

Enquanto inúmeros homens acordam cedo para trabalhar, comem e vivem mal pela hipossuficiência financeira, precisam sacrificar tempo, dinheiro e energia para poder sobreviver e são meros anônimos no mundo sem qualquer reconhecimento de qualquer pessoa, mulheres que se tornaram musas por “gostar” de coisas de homens poderão ficar em uma bela e grande casa, dormindo e acordando quando quiserem, comendo o que quiserem, sendo famosas e reconhecidas por todos e ganhando rios de dinheiro meramente expondo a imagem de seu corpo através de fotografias e vídeos, participando de programas de som e imagem, escrevendo qualquer lixo para chamar de “livro” e por meio de toda sorte de futilidades e inutilidades para a sociedade meramente porque existem homens lhes sustentando apenas por serem mulheres. Uma mulher pode ficar rica e famosa ao se tornar musa de homens por qualquer coisa. Uma mulher pode ficar rica e famosa por ser “a mulher que cospe à distância”, “a mulher que joga video game”, “a mulher que é fissurada em um time de futebol”, “a mulher do arroto”, “a mulher do pum”, “a mulher que luta”, “a mulher que é a favor de algo”, “a mulher que é contra algo” e a musa de qualquer porcaria que não precisa necessariamente ser algo de homem, mas com grande interesse do público masculino.

Tal sistema de imbecilidade representa um paradoxo digno de Satanás pois trabalha contra o processo de civilização da humanidade. Enquanto os homens alimentam sua fantasia de que existe uma mulher que “tem afinidade” com eles por ter interesses semelhantes e com quem eles podem fantasiar qualquer coisa as mulheres alimentam sua necessidade de atenção e de recursos financeiros e todos se abraçam nesse sistema diabólico de imbecilidade coletiva. Ao final não há seres humanos melhores ou piores que os outros. Os homens que bajulam mulheres apenas porque são mulheres não são piores do que as mulheres que vivem para ser bajuladas e vice-versa. Semelhante atrai semelhante e mulheres que atraem homens que rastejam por mulheres não são melhores que tais homens que rastejam e, também, vice-versa. A chamada “direita” brasileira se vende com vários níveis de evolução superiores aos da Esquerda. Aqueles no Brasil que se dizem de “direita” compreendem-se como seres superiores aos da Esquerda no Brasil, mas desconhecem completamente a epidemia de manginas e de mulheres esquerdistas em seu meio. Isto, sendo devidamente observado, faz concluir que a chamada “direita” brasileira não é melhor do que a Esquerda brasileira.

Uma das principais diferenças entre a Esquerda e a Direita é que enquanto a Direita vive pela realidade a Esquerda se ilude com utopias. A Esquerda destrói o presente concreto em nome de um futuro incerto e não sabido enquanto a Direita mantém o presente em nome do que o presente custou ao passado e do futuro a ser criado pelo já evoluído. As mulheres esquerdistas infiltradas na “direita” brasileira que são alimentadas pela epidemia de manginas na “direita” brasileira expressam o modo de viver utópico da Esquerda ao ponto em que assumem personalidades que usam para se promover. Em verdade no meio dos homens da “direita” brasileira basta qualquer mulher falar mal do Partido dos Trabalhadores (PT) e assumir qualquer personalidade que tenha ligação com o universo masculino que os manginas na “direita” brasileira lhe sustentarão emocional ou financeiramente. Basta uma mulher falar mal do PT e ser “a católica que fala mal do PT”, “a professora universitária que fala mal do PT”, “a tatuada que fala mal do PT” e qualquer estereótipo de algo de interesse masculino e ela será alimentada emocional e financeiramente pela epidemia de manginas na “direita” brasileira. Para manginas não importa o conteúdo de uma mulher, basta que o ser em questão possua uma vagina.

A infestação de mulheres esquerdistas na “direita” brasileira passa despercebida em razão de não haver Direita no Brasil. Como não há Direita no Brasil os brasileiros não sabem o que é Direita. No Brasil para ser de Direita basta falar mal do PT e da Esquerda, independentemente de qualquer outra coisa. A ignorância política é tamanha no Brasil que no Brasil há diversas tribos de tudo quanto é coisa que são assumidamente anticristãs e acham que são de Direita apenas por serem contra o PT e a Esquerda enquanto que qualquer analfabeto funcional político sabe que não existe Direita sem cristianismo. Ser de Direita é absolutamente ser cristão, pois o cristianismo foi quem instituiu a civilização humana que a Direita pretende conservar. Ser anticristão de qualquer forma é sempre ser de Esquerda. Toda a infinidade de anticristianismos é alimento para a Esquerda. É impossível ser de Direita sem ser cristão e a Esquerda política é espiritualmente apenas uma manifestação do anticristianismo e do escopo da egrégora espiritual anticristã em destruir o cristianismo e a civilização humana. O brasileiro não sabe o que é ser de Direita e assim há tantas mulheres esquerdistas na “direita” brasileira clamando por atenção e tantos manginas na “direita” brasileira prontos para lhes dar tal atenção.

Uma mulher verdadeiramente de Direita é uma mulher verdadeiramente conservadora e verdadeiramente cristã e mulheres cristãs não moram junto, casam. Mulheres cristãs se preservam e à sua imagem e conquistam o que conquistam unicamente pelo potencial do seu interior e não se expõem através de fotografias e vídeos e conquistam qualquer coisa na vida em razão de sua aparência física e alimentando fantasias masculinas. Mulheres de Direita são cristãs, não são qualquer outra coisa ou contra o cristianismo. Mulheres cristãs têm como escopo de vida constituir família e ter filhos e viver para sua família e filhos, não deixar de ter família e viver apenas buscando graduações, prestígio, status ou o que é melhor para si. Todas as mulheres que estão na “direita” brasileira vivendo pela atenção dos manginas na “direita” brasileira não são de Direita, são de Esquerda, pois todas elas estão em oposição ao que é a Direita. Uma mulher cristã jamais vai querer ser bajulada por homens, uma mulher cristã não quer a bajulação de vários homens, ela quer apenas o Amor de um homem, do seu marido, e enquanto não o encontra ela se guarda para ele. Uma mulher cristã não fica falando mal do PT e da Esquerda para ganhar atenção de homens que lhe escolheram como musa por falar mal do PT e da Esquerda.

De mesma forma um homem verdadeiramente de Direita é um homem verdadeiramente conservador e verdadeiramente cristão. Um homem de Direita é um homem, não um rato para viver lambendo as botas de uma mulher apenas por ela ter uma vagina. Um homem de Direita busca, fomenta e incentiva o conhecimento e a sabedoria humana, pois o homem de Direita além de preservar o que já deu certo na humanidade ele também irá lutar pelo progresso com base no conhecimento já adquirido pela humanidade. Um homem de Direita não vai endeusar a futilidade que se revela nas mulheres que não têm coisa alguma a expressar além de falar mal do PT e da Esquerda expondo-se através de fotografias e vídeos meramente repetindo o que outros já disseram ou falando qualquer coisa rasa e vazia contra o PT e a Esquerda. Um homem conservador é justo e perfeito consigo e não vê problemas em parabenizar e incentivar mais um homem que realizou uma grande obra científica do que uma mulher que apenas se mostrou através de fotografias e vídeos. A epidemia de manginas na “direita” brasileira mostra não apenas que não há Direita no Brasil como que o Brasil não sabe o que é ser de Direita. Todo mangina vai de encontro aos processos de evolução e de civilização humanos, portanto, é também um esquerdista.

Manginas que se dizem de “direita” não agem da mesma forma com homens e com mulheres que falam a mesma coisa contra o PT e a Esquerda. Tais manginas deixam de apoiar os homens que falam contra o PT e a Esquerda enquanto não se importam de sustentar mulheres que falam contra o PT e a Esquerda através de qualquer coisa em que estas possam ganhar a vida e a hipocrisia é maior ainda quando se constata que tais manginas absolutamente desconsideram o conteúdo intelectual verdadeiramente útil criado por homens que falam contra o PT e a Esquerda enquanto dão publicidade à futilidade e à inutilidade emanadas por mulheres que falam contra o PT e a Esquerda unicamente porque estas são mulheres. Para tais manginas um artigo ou um livro escritos por um homem e cujo teor é contra o PT e a Esquerda e são verdadeiramente úteis à sociedade na luta contra o PT e a Esquerda não têm valor algum, mas fotografias e vídeos de mulheres que falam qualquer coisa contra o PT e a Esquerda, por mais fútil e inútil que sejam, merecem ser impulsionados ao mundo inteiro. Para manginas importa mais uma fotografia de uma mulher segurando uma faixa “Fora, PT” do que um livro genial escrito por um homem; manginas não têm compromisso com a evolução da humanidade, apenas com sua própria libido.

Não há diferença entre o mangina que não é de Direita e rasteja por uma mulher bajulando-a sem vergonha alguma em razão de sua aparência física evocando sem vergonha alguma sua aparência física e o mangina da “direita” brasileira que rasteja por uma mulher em razão de sua aparência física evocando a questão política meramente para disfarçar a sua bestialidade que gostaria apenas de poder bajulá-la sem vergonha alguma em razão de sua aparência física evocando sem vergonha alguma sua aparência física. A diferença entre o mangina que não é de Direita e o mangina da “direita” brasileira acaba sendo apenas que aqueles não têm vergonha de fazer aquilo que estes gostariam. A epidemia de manginas na “direita” brasileira é mais uma prova de que não há Direita no Brasil. Pessoas de Direita, sejam homens ou mulheres, não são sexistas. Privilegiar uma mulher que fala qualquer coisa vazia, rasa, inútil e fútil contra o PT ou contra a Esquerda apenas por ela ser mulher e por ela expor a imagem de seu corpo através fotografias e vídeos é sexismo. A Direita veio ao mundo justamente para fazer com que o homem deixasse de ser e agir como uma besta e é tão e somente a bestialidade que faz com que um homem haja como um mangina, inclusive na “direita” brasileira, inclusive contra o PT e a Esquerda.

 

 


 

. Para se inscrever para receber por e-mail informações sobre novas publicações neste site basta inserir o endereço de e-mail no campo que se encontra logo acima do botão “Inscrever-se” que se encontra no canto esquerdo da tela deste site logo abaixo de minha foto e seguir as instruções.

.. Contato: https://rudyrafael.wordpress.com/contato/

∴ Para ver outras publicações relacionadas ao tema consulte o etiquetado logo abaixo.

 

 

Posted in: Rudy Rafael